QUEM SOMOS

Queremos que os jovens aprendam o valor e importância das palavras.

 

O Projeto Atrevida é uma iniciativa pedagógica e editorial que visa promover, num universo de crianças e adolescentes, dos 10 aos 14 anos, a cidadania e o desenvolvimento cognitivo através da livre criação artístico-literária dentro do panorama da Língua Portuguesa.

Apresentação

UMA INICIATIVA PEDAGÓGICO-LITERÁRIA.

UM DEVER DE RESPONSABILIDADE SOCIAL.

A Cultura Atrevida é um projeto que nasce com clara e decidida intenção de devolver às crianças o que desde sempre lhes pertenceu: a sua voz, o sentido fabuloso que nessas idades possuem a mãos cheias, através da palavra escrita, a deles, aquela que lhes permite serem protagonistas das suas próprias estórias, dos seus próprios encontros e aventuras, num pleno exercício de liberdade e criatividade sem limites.

Amiúde, como consequência de conceções educativas que são, entendemos, erradas e inclusivamente esterilizantes, as crianças perdem a sua voz, o seu verbo, o seu pulsar expressivo para se limitarem a repetir e memorizar o que outros, sempre adultos, lhes dizem e ordenam.

Desta forma, perdemos todos, crianças e não tão crianças, a possibilidade de conhecer as capacidades quase ilimitadas que em determinadas idades se manifestam com inesgotável robustez e portento.

 

Por isso, desenvolvemos  projetos e conteúdos, vocacionados à promoção de cidadania por meio da literacia. Estamos falando de eventos, livros, palestras e demais ações culturais que, desde a sua concepção e durante o seu desenvolvimento, visam incentivar as capacidades lexicográficas do público infanto-juvenil, contribuindo a uma mais sólida formação na hora de compreender o mundo em que vivemos e, desta forma, reconhecer as potencialidades individuais para reinterpretar positivamente a sua atuação cidadã.

Queremos que os jovens aprendam o valor e importância das palavras, da criação e da responsabilidade através do jogo criativo e do desenvolvimento da sua sensibilidade. Algo que consideramos verdadeiramente útil, urgente e imprescindível se queremos apostar por um mundo melhor, mais justo e mais belo.

Equipe atrevida

4.jpg

Javier Betemps

  • Grey LinkedIn Icon

Reconhecido infanto-centrista, mestre da camuflagem, das cartografias da alma e funambulista ocasional, entende que a humildade é uma conquista, que o amor há-de ser reinventado e que a terra é azul como uma laranja. É licenciado em Filosofia, Antropologia Social, Mestrado em Comunicação de Instituições Públicas e Políticas e perito no ensino da língua de Lorca, Cortázar e Cervantes. Vive e sonha em São Paulo. Sim, atrevido, como o amanhecer de cada dia. Sabe-se do Sul, reconhece-se profunda e militantemente greco-latino e renega qualquer tipo de discurso derrotista ou conformista da realidade.

Junto com o seu camarada Paulo Madrid, e num arrebato de infeção sentimental, cria a Associação Atrevida, artefacto poliédrico que destila amor, generosidade e pedagogia, tratando assim de estabelecer canais de expressão criativa para os mais jovens: os heróis do porvir, dando por tanto a voz e a palavra a quem a descobre pela primeira vez.

Tem a certeza de que o mundo é melhor desde que a Associação Atrevida existe e que a Lusofonia merece aventuras e apostolados como este, tão cheios de otimismo como de ilusão. Todo aquele que o conhece é atrevidamente convidado a formar parte desta revolução que aqui se vos apresenta.

IMG_3001.jpg

Mariana Julião

  • Grey LinkedIn Icon

Mariana Julião é formada em Desenho Gráfico na Universidade Estadual de Minas Gerais, com experiência de mais 13 anos na área de comunicação e design, especializando-se em mídia digital. Está sempre a se mover em busca de projetos e experiências que criem desafios profissionais e tragam desenvolvimento pessoal. O seu olhar sensível a levou em 2007 para Lisboa, cidade amor, onde pôde trabalhar nas agências de publicidade e design mais conceituadas de Portugal.

O seu interesse literário voltou os seus olhos ao universo educativo, onde contribui desde a sua experiência profissional e vital, atuando como gestora cultural e designer institucional. No design, é discreta e assertiva, gosta de soluções simples que valorizam o conteúdo. Na gestão cultural, é criativa e sagaz, valoriza o atrevimento capaz de abrir portas.

Amante do cinema, da literatura e das bicicletas por igual, encontrou na Associação Atrevida a via perfeita para conjugar estética, pedagogia e amor.